Fire-421162_1920

A SPA manifesta pesar pela tragédia de Pedrógão Grande e estuda e aplica formas de solidariedade

A SPA manifesta o seu profundo pesar pelas consequências trágicas do incêndio que atingiu diversas localidades de Pedrógão Grande e outras na mesma área geográfica, causando 62 vítimas mortais e mais de 60 feridos com diferentes graus de gravidade.

A SPA apela aos decisores públicos no sentido de que, na sequência do estudo efectuado em 2005, procurem as formas adequadas de combinar as capacidades interventivas da protecção civil com a possibilidade de se criar uma estrutura preventiva sólida e eficaz, que neste momento não existe.
A SPA continua a receber tocantes testemunhos de solidariedade de alguns dos mais importantes dirigentes de sociedades de autores de vários pontos do mundo, alguns dos quais estiveram em Lisboa na assembleia geral da CISAC, em 8 de Junho, ficando cativados pela simpatia e pela capacidade de acolhimento dos Portugueses.

Neste momento, a SPA está a estudar formas concretas de solidariedade que tentará pôr em prática com as entidades que na zona da tragédia realizam os tradicionais festejos estivais e outras formas de recepção aos emigrantes nacionais em período de férias. O mesmo será feito em relação aos concertos de solidariedade já previstos para vários pontos do país nas próximas semanas.

Por outro lado, em contacto com as estruturas centrais de decisão dos bombeiros voluntários, a SPA tentará reforçar o aprovisionamento de água, de compressas, de soro fisiológico e de barritas energéticas de que carecem aqueles que estão a reforçar as todas as unidades operacionais activas em Pedrógão Grande e em toda a vasta região afectada pelas chamas.

Todas estas acções serão articuladas com as delegações da SPA em vários pontos do país, sem prejuízo das que entretanto puderem vir a ser adoptadas em função da gravidade da situação.

Lisboa, 19 de Junho de 2017