World_copyright_summit-logo_en-

Como Criar Riqueza na Economia Digital?


Criadores de Renome Mundial, Líderes Políticos e os Principais Representantes da Indústria reúnem-se na Cimeira Mundial do Direito de Autor em Bruxelas, nos dias 7 e 8 de Junho de 2011

Robin Gibb, membro do grupo Bee Gees, Ivo Josipović, Presidente da Croácia e compositor musical, Hervé Di Rosa, artista plástico francês, Michel Barnier e Neelie Kroes, Comissários Europeus, Francis Gurry, Director-Geral da OMPI, Roger Faxon, Administrador Executivo do Grupo EMI e Arnaud Nourry, Administrador Executivo do grupo Hachette Livre, irão abordar questões relacionadas com as indústrias criativas e o Direito de Autor na era digital.

Paris, 23 de Fevereiro de 2011 – Nesta data, a CISAC (Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores) anunciou os principais temas do programa e oradores da terceira Cimeira Mundial do Direito de Autor, que terá lugar em Bruxelas, nos próximos dias 7 e 8 de Junho. Este evento reunirá criadores mundialmente conhecidos, organizações de direitos, editores de livros e música, produtores cinematográficos e televisivos, decisores políticos, fornecedores de conteúdos e operadores de comunicação social, fornecedores de serviços de Internet e operadores de telecomunicações, fabricantes de equipamentos (hardware) e peritos nos domínios jurídico e tecnológico, que irão trocar ideias e discutir o futuro da propriedade intelectual e dos  conteúdos criativos (música, livros, filmes, imagens,…) no ambiente digital.

Os Principais Oradores confirmados para 2011 incluem:
-   Michel Barnier, Comissário Europeu para o Mercado Interno e Serviços
-    Hervé Di Rosa, Artista plástico francês e Vice-Presidente da CISAC
-    Roger Faxon, Administrador Executivo do Grupo EMI, entrevistado por Paul Williams, autor e Presidente da Direcção e do Conselho de Administração da ASCAP 
-    Robin Gibb, lendário cantor e autor pertencente ao grupo Bee Gees e Presidente da CISAC
-    Francis Gurry, Director-Geral da OMPI (Organização Mundial da Propriedade Intelectual), entrevistado por Eric Baptiste, Administrador Executivo da SOCAN
-    Ivo Josipović, Presidente da Croácia e compositor musical
-    Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia e Comissária Europeia para a Agenda Digital
-    Arnaud Nourry, Presidente e Administrador Executivo do grupo Hachette Livre

A Robin Gibb irão juntar-se, na Cimeira Mundial do Direito de Autor, criadores de renome mundial, como o artista plástico francês Hervé Di Rosa, o compositor de música clássica e Presidente da Croácia Ivo Josipović, o compositor, autor e actor americano Paul Williams e a poetisa britânica Wendy Cope.

A Cimeira contará com a presença de importantes dirigentes políticos, que participam activamente em questões relacionadas com o Direito de Autor, como Michel Barnier, Comissário Europeu para o Mercado Interno e Serviços; Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia e Comissária para a Agenda Digital; e Francis Gurry, advogado, professor de Direito e Director‑Geral da OMPI, além de co-autor da obra “International Intellectual Property in an Integrated World Economy”.

Os principais oradores da indústria incluem também Roger Faxon, Administrador Executivo do Grupo EMI; Arnaud Nourry, Presidente e Administrador Executivo do grupo Hachette Livre; Frances Moore, Presidente/Administrador Executivo da IFPI (International Federation of the Phonographic Industry); Simon Juden, Responsável pela Política Pública na Pearson e antigo Presidente da Publishers Association do Reino Unido; e Christopher Marcich, Presidente e Director-Geral da MPA (Motion Pictures Association) para a Europa, Médio Oriente e África.

Mais de 100 oradores irão salientar a necessidade de estabelecer um diálogo construtivo sobre a importância da protecção do Direito de Autor e da distribuição de obras criativas na era digital.

Enquanto, actualmente, a capacidade de aceder a conteúdos parece infinita e, do ponto de vista do consumidor, quase sem custos, onde e de que forma se pode extrair riqueza a partir da utilização e difusão de conteúdos? Quais os modelos que irão proporcionar riqueza e uma remuneração significativas aos titulares de direitos? Estará a resposta na “Nuvem”? Quais os melhores sistemas para garantir que os titulares de direitos são devidamente compensados? Qual o papel dos ISPs? E qual o lugar dos criadores neste novo ecossistema? A Cimeira será a plataforma ideal para debater todas estas questões de forma prospectiva com todas as partes interessadas.

Poderá contar com uma série de pontos de vista, principalmente o dos criadores, devido à natureza da CISAC, que engloba sociedades e associações de autores activas em todas as áreas criativas – música, audiovisual, literária e artes visuais.

Com a perturbação digital que actualmente se propaga muito para além do sector musical, estendendo-se a outras áreas criativas, todos os oradores de todas as disciplinas artísticas darão destaque a este tema.

A Cimeira de 2011, que terá lugar em Bruxelas, a capital da União Europeia, será fortemente europeizada. Uma série de textos legislativos e alterações extremamente importantes no âmbito do Direito de Autor, licenciamento colectivo e economia digital estão actualmente a ser debatidos, em Bruxelas e a nível global.
 
O slogan da Cimeira Mundial do Direito de Autor, “Creating value in the digital economy” (Criar Riqueza na Economia Digital), reflecte os três principais temas a abordar durante os dois dias da Conferência:

-    Criar: O ecossistema global para criadores e indústrias criativas 
-    Unir: A economia digital e os novos modelos de negócio
-    Respeitar: Os direitos dos autores e o enquadramento jurídico e social

“As vozes dos criadores raramente são ouvidas em questões ligadas ao Direito de Autor na era digital, e a sua participação é o que faz da Cimeira Mundial do Direito de Autor um evento único,” afirmou Robin Gibb, Presidente da CISAC, autor e cantor do lendário grupo Bee Gees. “Pelo menos na Europa, o sistema de gestão colectiva de direitos encontra-se numa encruzilhada. O rumo a seguir no que se refere à gestão colectiva de direitos e, de uma forma geral, às indústrias criativas, não passará pela obtenção de vantagens comerciais a curto prazo, mas pelo desenvolvimento de um sistema que seja sustentável por ser justo para todos”.

“A nova economia digital não existiria sem as obras dos criadores; o futuro baseia-se no equilíbrio perfeito entre os direitos dos criadores e os dos utilizadores. É isto que pretendemos transmitir com o nosso mote para a Cimeira de 2011, “Criar – Unir – Respeitar”, comentou Robert Hooijer, Director-Geral Interino da CISAC.

“É fundamental que as indústrias criativas se adaptem à realidade da tecnologia digital e da Internet. Mecanismos jurídicos e de negócio para criar riqueza têm de estar em sintonia com as expectativas dos intervenientes no ambiente digital,” afirmou o Director-Geral da OMPI, Francis Gurry, tendo acrescentado: “Precisamos de ser criativos no que se refere às várias indústrias, e de analisar as diferentes cadeias de produção de valor por forma a garantir que todos os envolvidos na criação e comercialização de conteúdos são devidamente remunerados e apoiados.”

A organização da Cimeira Mundial do Direito de Autor de 2011 está a cargo da CISAC e é apoiada por várias organizações, que representam todos os sectores da indústria:
BASCAP (Business Action to Stop Counterfeiting and Piracy); BIEM (International organisation representing mechanical rights societies); CEPIC (Coordination of European Picture Agencies Stock, Press and Heritage); ECSA (European Composer and Songwriter Alliance); EVA (European Visual Artists); EWC (European Writers’ Council); FEP (Federation of European Publishers); FERA (Federation of European Film Directors); GESAC (European Grouping of Societies of Authors and Composers); ICMP (International Confederation of Music Publishers); IFPI (International Federation of Phonographic Industry); IFRRO (International Federation of Reproduction Rights Organisations); SAA (Society of Audiovisual Authors); SAC (Songwriters Association of Canada).

Após a primeira edição, que teve lugar em Bruxelas, em 2007, a Cimeira Mundial do Direito de Autor que se lhe seguiu, realizada em Washington, em 2009, contou com mais de 600 delegados de 290 sociedades e 68 países. Espera-se que a Cimeira Mundial do Direito de Autor de 2011 atraia um número semelhante de participantes.

A Cimeira será realizada no Square Brussels Meeting Centre.

Para obter informações adicionais sobre a Cimeira Mundial do Direito de Autor da CISAC e o programa detalhado da Conferência e efectuar o seu registo, consulte o website www.copyrightsummit.com 

Pode acompanhar a Cimeira Mundial do Direito de Autor no : twitter; LinkedIn       

Pode fazer o download dos logótipos e fotografias da Cimeira em: http://bit.ly/dWvoR7