Usuários

Spa-a-cmyk

Corpos Sociais da SPA unidos para a recuperação criam Prémio de Homenagem a Maria Velho da Costa

A Direcção e os restantes corpos sociais da SPA estiveram reunidos em conferência telefónica no passado dia 25 de Maio, estando presentes na sala de reuniões do sexto andar da sede da cooperativa o presidente da Direcção e do Conselho de Administração e também Tozé Brito e Paula Cunha.
 
Os dirigentes da cooperativa pronunciaram-de sobre a atribuição pelo governo de um valor de 30 milhões de euros às autarquias e também sobre a exigência da criação de uma taxa europeia a ser cobrada às grandes multinacionais do "on line", posição bem expressa num comunicado entretanto emitido.
 
Foi entretanto referida a eleição em Genebra de um novo director-geral da OMPI, de Singapura, agência da ONU que tem apoiado de forma regular o trabalho de cooperação lusófona promovido pela SPA.
 
O presidente fez alusão à regularidade com que têm chegado pedidos de apoio à cooperativa, sempre atendidos com celeridade e eficácia, num contexto reconhecidamente adverso. Ficou assente que a assembleia geral da SPA marcada para 29 de Junho decorrerá no Teatro da Trindade, entretanto cedido para o efeito, já que deverá ter obrigatoriamente uma componente presencial. Aos corpos sociais foram prestadas informações detalhadas sobre as negociações com as televisões em relação aos programas que voltaram a ser gravados no cumprimento dos vários contratos de cooperação.
 
Foi também analisada e debatida a situação dos recursos humanos da cooperativa no quadro do trabalho de reorganização que se encontra em curso com o apoio unânime do Conselho de administração.
 
A realizadora Margarida Gil, membro da Direcção e amiga chegada da escritora Maria Velho da Costa, apresentou uma proposta após a aprovação por unanimidade de um voto de pesar pelo seu falecimento. A proposta, entretanto aceite, foi no sentido da criação de um prémio literário cujo regulamento será em breve divulgado, tendo a iniciativa o objectivo de homenagear a escritora cuja obra foi uma das mais importantes da literatura portuguesa desde o final dos anos sessenta.
 
Os membros dos corpos sociais mostraram-se uma vez mais unidos em torno de questões fundamentais para o lento processo de retorno da SPA à normalidade possível, com um prejuízo global nunca inferior a 30 por cento da facturação, facto que impõe mudanças organizativas e outras medidas adequadas.
 
Lisbos, 28 de Maio de 2020