Usuários

Jose-niza

Pesar da SPA pela morte de José Niza

Presidente da sua Assembleia Geral desde 2003 e grande nome da música portuguesa
 
A SPA vai programar várias iniciativas de homenagem a José Niza
 
A Direcção e a Administração da Sociedade Portuguesa de Autores manifestam o seu mais profundo pesar pela morte do cooperador José Niza, presidente da mesa da Assembleia Geral da cooperativa desde Setembro de 2003, com mandatos renovados para essa função em Novembro de 2006 e em Dezembro de 2010.

Foi longo, profícuo e marcante o percurso de José Niza como autor de canções,  desde Coimbra, ainda nos anos 50 do século passado, até à intensa e determinante actividade como responsável pela produção e reportório da editora Orfeu/Arnaldo Trindade,  tendo ficado ligado à gravação de discos históricos de José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, entre muitos outros.

Canções de que foi co-autor venceram quatro vezes o Festival RTP da Canção, com destaque para "E Depois do Adeus", com letra sua, música de José Calvário e interpretação de Paulo de Carvalho, que foi a primeira canção senha do Movimento das Forças Armadas em 25 de Abril de 1974, precedendo "Grândola, Vila Morena", de José Afonso.

Médico de formação, deputado à Assembleia da República pelo PS, presidente da Assembleia Municipal de Santarém, cidade onde residiu durante muitos anos, José Niza é também uma figura indissociável dos grandes combates pela democracia e pela liberdade, sempre com uma rigorosa posição ética e cívica que os seus amigos e companheiros nunca deixaram de sublinhar.

José Niza foi também director de programas da RTP, cargo no qual se bateu por uma presença mais forte e digna da música portuguesa no espaço televisivo. Para além disso, na sua condição de deputado, nunca deixou de lutar pela aprovação de diplomas que assegurassem a defesa dos direitos dos autores e a protecção dos criadores e intérpretes musicais, tendo também dado um contributo de grande relevo para a aprovação de legislação relacionada com a adopção de benefícios fiscais para os autores e instrumentistas e com a cópia privada.

Homenageado em Abril deste ano em Santarém com uma exposição apoiada pela SPA e evocativa da canção "E Depois do Adeus", que foi também uma homenagem a José Calvário e Paulo de Carvalho, José Niza exerceu de forma empenhada e criativa as funções de presidente da mesa da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores, tendo estado ligado a uma importante revisão de estatutos da cooperativa em 2009 e 2010 outras iniciativas de relevo na vida da instituição, nomeadamente a luta pela entrada em vigor da nova Lei da Cópia Privada, que aguarda debate e aprovação na Assembleia da República.

À data do falecimento tinha em preparação um livro de memórias e uma outra obra sobre a experiência por si desenvolvida com o editor Arnaldo Trindade na editora Orfeu, cuja publicação iria ser apoiada pelo Fundo Cultural da SPA.

Na última reunião dos corpos sociais em que participou, José Niza defendeu a realização de um grande espectáculo promovido pela SPA em Coimbra, para homenagear os mais destacados autores e intérpretes do fado de Coimbra e para destacar as novas tendências e talentos daquele género musical.

Recorde-se que, enquanto presidente da Assembleia Geral da SPA, eleito em 15 de Setembro de 2003, José Niza, que viu esse mandato duas vezes renovado, teve um papel de relevo no processo de mudança então desencadeado e no posterior esforço de credibilização e modernização da cooperativa, de que era associado desde Agosto de 1977.

A presidência da Assembleia Geral da SPA fica estatutariamente assegurada pelo cooperador Rui Vieira Nery, musicólogo, professor universitário e comissário da candidatura do Fado a património imaterial da humanidade, que foi até agora vice-presidente de José Niza.

Todos os membros dos corpos sociais da SPA sentem profundamente este súbito desaparecimento, que empobrece a música portuguesa e, naturalmente, a própria cooperativa, com destaque para os muitos autores que estimavam e admiravam José Niza.

A sua vida e obra serão evocadas com várias iniciativas a programar já a partir de Outubro, com destaque para a apresentação na SPA da exposição sobre a canção "E Depois do Adeus" e os seus autores e intérpretes.
 
Lisboa, 23 de Setembro de 2011
 
A Direcção e a Administração
da Sociedade Portuguesa de Autores