Usuários

Pedro-os_rio-site2

Pesar da SPA pela morte de Pedro Osório, director e administrador da cooperativa entre 2003 e 2010

A Direcção e Administração da SPA manifestam o seu profundo pesar pelo falecimento, ao final da tarde do passado dia 5, do Maestro Pedro Osório, que integrou aqueles dois órgãos da cooperativa entre finais de Setembro de 2003 e Dezembro de 2010, tendo sido um elemento marcante no processo de modernização da cooperativa desenvolvido nos últimos anos.

Pedro Osório, nascido no Porto a 17 de Julho de 1939, destacou-se como compositor, orquestrador e director de orquestra, integrando formações como o Quinteto Académico, o Quinteto Académico+2, o Trio Barroco, o Grupo Outubro e o Grupo "SARL".

Tendo orquestrado e dirigido discos dos nomes mais importantes da música portuguesa, Pedro Osório representou Portugal no Festival da Eurovisão, em 1996, com aq canção "O Meu Coração Não Tem Cor", com música sua, letra de José Fanha e interpretação de Lúcia Moniz. Foi, durante anos, director musical do Casino Estoril e director musical de vários "shows" ali apresentados com grande êxito.

Dirigiu musicalmente para a televisão programas como "Curto Circuito", "O Tempo em que Você Nasceu", "Noites de Gala" e “Casino Royal", entre outros.

Foi ainda director musical de espectáculos como "Só Nós Três", "Quatro Caminhos" e "As Canções do Século".

Integrou, em Setembro de 2003 a lista que venceu as eleições para os corpos sociais da SPA, tendo integrado a Direcção e Administração até ao fim de Dezembro de 2010. Foi responsável por áreas como a Informática, a Distribuição, a Execução Pública, a Documentação e o Portal, em todas tendo deixado a marca da sua exigência e competência profissionais. Em representação da SPA, exerceu em 2010 a presidência da AGECOP (Associação para a Gestão da Cópia Privada).

Agraciado em 1994 com a Ordem do Infante pelo Presidente Mário Soares, foi distinguido em 2011 pela Ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, com  a Medalha de Mérito Cultural, e em 10 de Junho de 2011 com a Ordem da Liberdade pelo Presidente Cavaco Silva.

Em 2010 foi editado pela Câmara de Oeiras o livro "Memórias Irrisórias com Algumas Glórias", prefaciado por José Jorge Letria, que reúne algumas dezenas de crónicas suas sobre música. Esta colectânea é uma verdadeira memória musical de cinco décadas da vida e do trabalho artístico de Pedro Osório.

A vasta discografia de Pedro Osório teve como remate a edição, em finais de 2011, do CD "Cantos da Babilónia", criado e produzido pelo músico e compositor e que atingiu uma posição cimeira nas tabelas de vendas nacionais. À data da morte, o músico compunha novas canções e preparava uma sessão de apresentação do seu novo disco na SPA. Ainda em vida de Pedro Osório, a Direcção da SPA aprovou a criação de um prémio musical com o seu nome, cujo regulamento será oportunamente divulgado.

Nesta hora de perda, a Direcção e Administração da SPA destacam o extraordinário exemplo de dedicação de Pedro Osório à cooperativa e à sua modernização e testemunham à sua família o mais sentido pesar e solidariedade, tendo sempre presente o amigo e companheiro cuja morte representa uma grande perda para a vida cultural e artística portuguesa.

Lisboa, 6 de Janeiro de 2012