Usuários

Fado

SPA congratula-se com a consagração do Fado como Património Imaterial da Humanidade

A Sociedade Portuguesa de Autores manifesta a sua profunda satisfação com a escolha pela UNESCO do Fado como património imaterial da humanidade, considerando que esta decisão confirma a importância desta forma de expressão musical no quadro de um mundo marcado pela diversidade cultural, mas ao mesmo tempo globalizado e sujeito à influência hegemónica de linguagens e produtos provenientes dos países mais ricos e poderosos.

Este triunfo da candidatura do Fado é importante para compositores, poetas, intérpretes e músicos, para a imagem de Portugal no mundo e para o contributo que a cultura e as artes podem dar para a recuperação da economia nacional, designadamente através da exportação da música feita em Portugal. Daí a importância que poderá e deverá assumir o Gabinete de Exportação da Música Portuguesa, cuja instalação depende, neste momento, das instâncias de decisão política, uma vez que o projecto se encontra há meses  estruturado.

A SPA apoiou desde o início esta candidatura e orgulha-se de o ter feito, sobretudo porque o Fado esteve desde sempre ligado à memória e à vida da nossa cooperativa. Foram ou são sócios da SPA nomes como Amália Rodrigues, Alfredo Marceneiro, Carlos Ramos, Fernando Farinha, Fontes Rocha, Maria Teresa de Noronha, Vicente da Câmara, Jorge Fernando, António Chaínho, Mafalda Arnaut, Carminho, Aldina Duarte e tantos outros, o que significa que este é também um momento histórico para esta cooperativa de autores.

No passado dia 7 de Novembro foi gravada e depois transmitida pela RTP, a partir da Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, a Homenagem ao Fado, gala na qual a SPA celebrou a importância do fado na vida cultural e artística portuguesa, destacando muitas dezenas de contributos individuais de artistas, autores e instrumentistas ao longo de décadas.

Um protocolo celebrado com o Museu do Fado disponibiliza o rico acervo documental da SPA para trabalhos de investigação que venham a ser desenvolvidos por aquela estrutura museológica, que tem tido um papel tão relevante na dignificação e difusão do Fado.

Congratulando-se com a decisão da UNESCO tomada em Bali, na Indonésia, no dia 27 de Novembro, a SPA saúda na pessoa do Dr. António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, e do Prof. Rui Vieira Nery, presidente da comissão científica desta candidatura vitoriosa e presidente da Mesa da Assembleia Geral da SPA, este relevante acto de reconhecimento internacional de uma forma de expressão musical que tanto projecta e dignifica Portugal no estrangeiro.

Lisboa, 28 de Novembro de 2011