Destaques

Spa-a-cmyk

Plano e Orçamento da SPA para 2021 aprovados com resultado histórico e grande participação dos autores

 
 Nas difíceis condições sanitárias impostas pela pandemia realizou-se por "zoom", no dia 21, a assembleia geral destinada ao debate e aprovação do Plano e e Orçamento para 2021. Os trabalhos decorreram, após uma reunião de Direcção, no sexto andar do edifício 2 da cooperativa, com a presidência de Rui Vieira Nery e com a presença e apoio de João David Nunes e de Renato Júnior, os restantes membros da mesa da Assembleia Geral.

Apesar da ausência de cooperadores, exceptuados os membros do Conselho de Administração, destaque-se e saúde-se a grande participação de cooperadores no debate e na votação por via digital. Numa intervenção antes da ordem do dia e na fase seguinte, o presidente da Direcção, José Jorge Letria, fez uma síntese do que tem sido a luta da SPA para enfrentar a adversidade pandémica, assegurando a operacionalidade dos mecanismos solidários, a cobertura dos encargos salariais com os trabalhadores em teletrabalho e a análise do que deve ser feito nos próximos meses em relação às delegações, ao património edificado da cooperativa e ao funcionamento dos serviços. Anunciou também que um júri escolheu o vencedor do Prémio Maria Velho da Costa, instituído no período de confinamento como forma de homenagem à escritora e cooperadora falecida há meses. 
 
Foi muito elevado o número de cooperadores que partilharam as suas opiniões, críticas e sugestões, louvando também o esforço da SPA para continuar a ser, com amplas provas dadas, um pilar fundamental da vida cultural e artística portuguesa. Mesmo com o recurso ao "zoom", todos contribuíram para dar um sinal de vitalidade, energia e esperança do vasto universo autoral. Foi também referido o facto de todos os meses aumentar o número de autores que procuram na cooperativa a forma de estarem apoiados e de verem os seus problemas resolvidos. Na reunião de Direcção foram admitidos mais 55. Nesse aspecto, apesar das restrições impostas pela pandemia, esta foi uma das mais participadas assembleias gerais de sempre, com a presença de muitos autores novos. Paula Cunha, membro da Administração, apresentou um "power point" com os números que revelam a situação da cooperativa e a previsão quanto ao ano que irá começar. Não faltam à SPA autores capazes de continuarem a lutar por tempos melhores, mantendo sempre a sua capacidade criativa, apesar da adversidade que todos reconhecem e lamentam.
 
Foi também referido o anúncio feito pelo Ministério da Cultura de que irá ser criado o Estatuto do Artista e do Autor, objectivo pelo qual a SPA se bateu durante anos e que só agora irá ter uma expressão que a cooperativa deseja que corresponda aos anseios e expectativas longamente registados e apresentados ao governo. Todos esperamos para ver.
 
A votação constituiu mais uma prova estimulante da capacidade da cooperativa de trabalhar e resistir, num esforço que todos enalteceram. O Plano foi aprovado por 227 votos com quatro abstenções e o Orçamento por 226 votos e quatro abstenções. Foi uma das maiores votações de sempre na longa história da cooperativa que em Maio de 2025 comemorará condignamente um século de vida. Apesar da violência do ciclo pandémico, esta foi uma assembleia geral com características e resultados históricos.

 
CONSULTE AQUI O PLANO E ORÇAMENTO 2021



 
 
Lisboa, 22 de Dezembro de 2020