SPA lamenta a morte do escritor Bento da Cruz

A Sociedade Portuguesa de Autores manifesta o seu pesar pelo falecimento do escritor e médico Bento da Cruz, associado da cooperativa desde 15 de Dezembro de 1999.

Bento da Cruz nasceu em Peirezes da Chã, concelho de Montalegre,em 22 de Fevereiro de 1925, tendo-se iniciado muito cedo nos trabalhos do campo e da pastorícia, actividade que dava sustento à sua família. Realizou o antigo Curso dos Seminários e iniciou o noviciado em 1945, abandonando-o em 1946, mantendo sempre uma relação de cordialidade com os monges de Singeverga. Matriculou-se depois na Faculdade de Medicina de Coimbra. Concluída a licenciatura, iniciou a sua regular actividade médica em Souselas, concelho de Coimbra, em 1955. Estabeleceu-se depois no Barroso, onde exerceu actividade nos ramos da clínica geral e da estomatologia.

Em 1974 fundou e dirigiu o jornal “O Correio do Planalto”.

Iniciou a sua actividade literária em livro com a publicação de “Hemoptise”, em 1959, publicando muitas outras obras, com destaque para ” Planalto em, Chamas”(1963), “Filhos de Loth”(1967), “O Lobo Guerrilheiro”, (1980), “Retábulo das Virgens Loucas” (1996), “A Loba”( 1999), “A Fárria”( 2010), que assinalou os seus 5O anos de vida literária.A Escola Secundária de Montalegre tem o seu nome e um busto que o representa defronte da fachada. Bento da Cruz, criador com um estilo inconfundível, faleceu na sua casa do Porto a 25 de Agosto e será sepultado na sua aldeia de Peirezes da Chã.

Foi distinguido, entre outros,com o Prémio “Diário de Notícias” e com o Prémio Eixo Atlântico de Narrativa Galega e Portuguesa, em 1999, com “A Loba”.

Lisboa, 27 de Agosto de 2015

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt