SPA preocupada com o número de falências na área da restauração

O Conselho de Administração da SPA encara com a maior preocupação os números agora revelados que apontam para um aumento da ordem dos 60% a 70% dos estabelecimentos de restauração que encerraram as portas nos meses de Janeiro e Fevereiro de 2012, tendo este aumento como referência comparativa a situação de 2011. Este agravamento deve-se, sobretudo, ao aumento do IVA da restauração.

Estes números representam, além de um significativo agravamento das condições de vida da população portuguesa, uma inevitável redução das cobranças a efectuar na área da Execução Pública, sector vital para a estabilidade financeira da SPA e naturalmente para os autores.

Estando solidária com os trabalhadores e empresários do sector que viram a sua situação piorar dramaticamente, a SPA apela ao governo no sentido de que leve em conta a degradação da situação económica do país, designadamente neste sector, e para que esteja consciente de que esta espiral de recessão e austeridade pode ter consequências imprevisíveis para o país.

No que toca à redução do impacto dos números inicialmente revelados e comentados, o Conselho de Administração da SPA assegura que tudo está a fazer, através da nova estrutura em que se integram as delegações da cooperativa espalhadas pelo país, no sentido de encontrar as respostas adequadas para uma situação tão preocupante e de evolução tão imprevisível.

Lisboa, 13 de Março de 2012

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt