Solidária com povo ucraniano

A SPA denuncia a violência russa e prepara acções de apoio

Revoltada com a grave situação militar e política vivida nestes dias pelo povo ucraniano, invadido pelas forças armadas russas, a SPA, que já assumiu a presidência do Comité Europeu de Sociedades de Autores e Compositores da CISAC e foi presidente do Grupo Europeu de Sociedades de Autores, com sede em Bruxelas. Enviou à Direcção da UACRR, sociedade de compositores ucranianos, sediada em Kiev, uma mensagem em que denuncia as acções criminosas desencadeadas contra a Ucrânia e em que anuncia a sua plena disponibilidade para apoiar os autores ucranianos “nesta hora de desolação”. “Temos esperança de que a coragem e a liberdade continuem a iluminar o vosso povo e a garantir a sua heroica resistência”- afirma a mensagem a concluir.

Por outro lado, a SPA, que integra a Direcção do Grupo Europeu de Sociedades de Autores, com sede em Bruxelas, esteve hoje em contacto com os seus parceiros europeus em busca de medidas que permitam penalizar a Rússia pelo ignóbil acto em curso e também mobilizar as estações de rádio, plataformas de ‘streaming’ e o público em geral, para a divulgação simbólica e solidária de temas da música da Ucrânia nesta hora de isolamento e grande sofrimento colectivo.

Entretanto, por decisão do Conselho de Administração, e tendo em conta o sofrimento de centenas de milhares de refugiados que buscam apoio na Europa, a SPA vai efectuar um donativo material à Cruz Vermelha Portuguesa que terá como destino a Ucrânia e o seu povo flagelado pelas tropas russas enviadas por Moscovo.

A SPA, consciente do peso e importância que tem, há cerca de duas décadas, a comunidade de origem ucraniana em Portugal, continuará sempre disponível, para quem, com o estatuto de refugiado, luta pela liberdade e pela salvação, sobretudo as crianças.

Nesta perspectiva, a SPA irá colocar a Casa Gião, em Reguengos, à disposição das entidades que, em Portugal, conduzem e dinamizam as acções de solidariedade com o povo ucraniano.

Num prazo muito curto, a SPA irá promover a realização em Lisboa de um concerto em que deverão participar músicos e outros agentes culturais que com a suas obras dirão à Ucrânia e aos ucranianos que não estão sós nesta Europa que se mobiliza para os apoiar e para denunciar a violência autocrática de uma Rússia nostálgica do seu perdido poder imperial.

Em Abril de 2017, o presidente da SPA presidiu em Moscovo à assembleia geral anual do Comité Europeu de Sociedades de Autores, em que teve, entre muitos outros, o apoio da sociedade ucraniana e testemunhou a atitude arrogante e provocatória da sociedade russa, que não queria participar nos trabalhos, contestando a legitimidade e autoridade da CISAC e depois participou, contrariada, numa reunião no Ministério da Cultura, sem nunca mudar de atitude em relação à CISAC e a dezenas de sociedades de autores. Todos tiveram oportunidade de testemunhar a violência e a arrogância da sociedade de autores russa.

Lisboa, 2 de Março de 2022

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt