SPA deseja que a memória do 25 de Abril defenda a liberdade e a cultura

Apesar das regras limitativas impostas pelo confinamento, a SPA, quase com 95 anos de vida, associa-se à comemoração de mais um aniversário do 25 de Abril, também por o entender sempre como um símbolo da liberdade e da cidadania a que nunca deixaremos de ter direito pleno, mesmo em estado de emergência.

Todos sabemos de que modo esta pandemia nos condiciona e limita o regresso da sociedade portuguesa às condições sociais e económicas que lhe dão estabilidade, emprego, trabalho e futuro.

A SPA saúda, como não podia deixar de ser, os militares e os civis que deram a liberdade e a cidadania aos portugueses, tendo a convicção de que essa liberdade e cidadania ficam gravemente incompletas sem o trabalho regular dos autores e dos artistas, hoje preocupantemente privados do contacto com o público, com os palcos e com uma estimulante vida criativa. Merecem também por isso toda a solidariedade e apoio organizado, prioridade em que a SPA sem encontra activamente envolvida desde a primeira hora. A SPA sempre foi, ao longo de décadas, um espaço dinâmico e solidário de liberdade e de cultura, sem comparação com qualquer outro.

Melhores dias hão-de chegar, mas a pandemia todos atingiu com a sua violência e elevado grau de imprevisibilidade.

Também em nome do 25 de Abril, a SPA deseja que esta celebração da liberdade e da cidadania derrote todas formas de oportunismo político e ajude a criar condições que devolvam aos criadores culturais de todas as áreas as condições de trabalho e de vida que lhes dêem o merecido protagonismo na vida de todos nós. Sem isso, a nossa vida fica gravemente incompleta.

Lisboa, 23 de Abril de 2020

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt