SPA presente em Bruxelas em evento de sensibilização do Parlamento Europeu

A Sociedade Portuguesa de Autores esteve presente em Bruxelas, no dia 2 de Dezembro, para participar numa iniciativa à escala europeia promovida pelo GESAC (Grupo Europeu das Sociedades de Autores e Compositores) que visou a sensibilização do Parlamento Europeu para a importância dos direitos de autor e das indústrias culturais e criativas.

No período da manhã, a SPA participou na conferência de Imprensa, com jornalistas de diversos países países, para apresentação do estudo promovido pelo GESAC “Creating Growth: measuring cultural and creative markets in the EU”, que analisa 11 sectores das indústrias culturais e criativas nos 28 países membros da União Europeia.

Pela primeira vez se demonstra, com a objectividade dos números a importância estratégica da cultura na economia europeia e, particularmente, na geração de empregos. Com efeito, as indústrias culturais e criativas representam um volume de negócios de 535,9 mil milhões de Euros e mais de 7 milhões de postos de trabalho, dos quais 19,1% dizem respeito a trabalhadores com menos de 30 anos.

Seguidamente a SPA integrou uma comitiva presidida pelo presidente do GESAC que almoçou, no Parlamento Europeu, com deputados europeus dos diversos países mas que, infelizmente, não contou com a presença de nenhum eurodeputado português apesar dos convites enviados atempadamente.

Ainda no dia 2 de Dezembro, a SPA foi recebida ao mais alto nível da Direcção Geral de Educação (DGEC) e Cultura da Comissão Europeia, para discutir assuntos relacionados com os apoios a que os autores portugueses poderão ter acesso no âmbito do novo período de programação financeira 2014 – 2020.

Das reuniões tidas com o director-geral adjunto, Mr. Nymand Christensen e com Ms Ingveig Astad, perita destacada na gestão do programa “Europa Criativa”, ficou claro que existem várias possibilidades de apoio deste programa às indústrias culturais e criativas.

Sendo um objectivo central da estratégia europeia a promoção do crescimento e do emprego, com a fundamentação de que o estudo acima referida nos oferece sobre o papel da cultura na geração de emprego, estão abertas frentes de oportunidade para os autores portugueses que a nossa cooperativa tentará desenvolver.

Está o Conselho de Administração certo de que esta pode ser mais uma forma de ajudar os autores portugueses em áreas que vão desde a tradução de obras literárias à mobilidade transnacional, passando pelo desenvolvimento de talentos emergentes, pela promoção de eventos culturais transnacionais e também pela formação profissional.

Lisboa, 10 de Dezembro de 2014

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt