SPA resgata dívida à Segurança Social que apenas terminaria em 2018

É com justificada satisfação que a Direcção e o Conselho de Administração da SPA comunicam que, após aturadas diligências, foi possível provar, junto dos serviços da Segurança Social, a existência de um erro a nosso favor no montante de 458.148€ relativo ao Plano Extrajudicial de Conciliação (PEC).

A definitiva resolução deste processo, que se arrasta desde 2005, coloca uma pedra sobre uma dívida que perduraria até 2018, caso não tivessem sido tomadas as medidas adequadas, no quadro de uma gestão atenta, exigente e rigorosa.

Com efeito, através das provas apresentadas pela cooperativa foi possível conseguir que a Segurança Social reconhecesse o erro cometido permitindo, assim, liquidar integralmente o PEC. Tal significa que a SPA deixou de ter a obrigação de pagar até 31 de Janeiro de 2018, data em que o PEC terminaria, o valor mensal de 12.219€.

A acrescentar ao valor mencionado refira-se que, com esta medida, a SPA igualmente deixa de suportar os custos com a garantia bancária e que, até à data, já ascenderam a 113.237€.

A Direcção e o Conselho de Administração da SPA não podem deixar de se congratular vivamente com este sucesso que, para além dos evidentes impactos financeiros, em muito contribui para reforçar a credibilidade da cooperativa e evidenciar o bom funcionamento dos seus serviços.

Lisboa, 30 Setembro de 2013

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt