Destaques

Cisac

Presença marcante da SPA no comité Africano da CISAC

 A Sociedade Portuguesa de Autores esteve presente no Comité Africano da CISAC, que se realizou em Tunes, capital da Tunísia, nos dias 16 e 17 de Julho, assim como em diversas reuniões paralelas. O evento, no qual participaram 25 sociedades de autores africanas, foi organizado pela Direcção Regional Africana da CISAC em articulação com a sociedade anfitriã, OTDAV. A SPA foi convidada para efectuar uma apresentação sobre o balanço da sua estratégia para a Lusofonia, com particular destaque em relação aos países africanos de expressão portuguesa. 

Paula Cunha, administradora da SPA que representou a cooperativa neste evento, igualmente apresentou o inovador projecto de cooperação em curso com a sociedade de autores de Macau (MACA), envolvendo autores lusófonos e chineses. A estratégia lusófona da SPA e este projecto mereceram significativo interesse por parte das sociedades africanas presentes que consideraram poder os mesmos ser replicados noutros territórios.
 
A administradora da SPA foi convidada a estar presente em todas as reuniões que ocorreram durante o Comité Africano, inclusivé as mais restritas, o que muito honra e alegra a cooperativa dos autores portugueses que vê, desta forma, reconhecida a sua aceitação pela generalidade das sociedades africanas, mesmo as que se encontram fora do espaço lusófono.
 
Para a presidência do Comité Africano, na sequência da demissão da anterior (SAMRO, sociedade da África do Sul), foi eleito interinamente o CEO da sociedade BBDA, do Burkina-Faso, Walib Bara.
 
De entre as diversas reuniões bilaterais que ocorreram, destaca-se a confirmação do protocolo anteriormente estabelecido com o BMDA, de Marrocos, país que, apesar da substituição do anterior director-geral, mantém a vontade e o interesse em desenvolver a cooperação com a SPA.
 
Também se confirma a celebração de um protocolo com a sociedade argelina ONDA, mediante o qual, entre outras iniciativas, será organizado um festival com autores e artistas de ambos os países, a ter lugar, alternadamente, em Portugal e na Argélia, assunto sobre o qual serão dadas mais informações até ao fim deste ano.
 
Lisboa, 23 de Julho de 2019