Mensagem da SPA para o Dia Mundial da Música 2018

1 de Outubro – Dia Mundial da Música 2018

Este não é um texto sobre música. É sobre a vida.

As opções que vamos tomando vão alimentando os sonhos disto e daquilo. Vão-nos concedendo horizontes para neles vivermos.

A escolha da música não foi minha porque nenhuma criança pode escolher mais do que o imediato. E está bem. O imediato define uma felicidade longa porque sem presente feliz não existe futuro. Mas, uma criança precisa de ajuda para projetar, e é aí que entram os Pais ou de quem delas se encarrega da educação.

Este caminho que fui seguindo foi sendo alimentado pela força que os sons tem de juntar as pessoas. Quando estamos junto de um grupo de pessoas com o mesmo interesse em comum – a música, acabamos por dar conta de nós a estar felizes, a comunicar e a encontrar espaço para a nossa personalidade. Isso aconteceu-me. Acabei por seguir a Direção de Orquestra porque gostava de estar a fazer música em conjunto. Era feliz com essas pessoas num projeto artístico.

Muitas crianças com sensibilidades específicas são conduzidas para um ensino que não as ajuda a ultrapassar e a expressar a sua sensibilidade interior. Para isso acontecer é necessário um espaço junto de pessoas com a mesma sensibilidade e onde lhes seja permitido ser, onde se sintam integradas. A escola dita regular é muitas vezes um espaço agressivo porque regula mas não é dedicada.

Acredito, como humanista convicto que sou, que o ensino artístico é uma saída nuclear para a humanidade. O Homem (sem distinção de género ) necessita do hábito de praticar o bem espiritual para se encontrar consigo próprio. Sem isso rende-se ao capitalismo desenfreado e estéril, aceita a indiferença porque já não tem referências e, pior do que tudo, vive longe de si próprio portanto infeliz.

O dia mundial da música é simbólico e serve para nos recordar de que a disciplina do espírito é a que está mais próxima de nós. Sobre a música não se fala, sente-se. E acreditem ainda mais do que isso, vive-se. Vive-se em música, a sentir, é-se. Verbo Ser.

Rui Massena
1 de Outubro de 2018

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt