SPA espera que “Meridiano” funcione bem e lamenta não ter sido consultada ou informada

A SPA tomou conhecimento da criação pelo governo de uma unidade de missão intitulada “Meridiano”, que será dirigida pelo músico, compositor e cooperador da SPA João Gil, um dos fundadores do grupo “Trovante”. Esta unidade de missão tem como finalidade promover internacionalmente a música portuguesa através de numerosas iniciativas para as quais dispõe de meios materiais e humanos.

Entretanto, a SPA acha conveniente recordar que em 15 de Fevereiro de 2011 assinou com a GDA e com a então ministra da Cultura Gabriela Canavilhas um contrato que visava a criação de um Gabinete de Exportação da Música Portuguesa e que tinha, para um período de três anos, uma dotação superior a um milhão de euros.

O governo de Pedro Passos Coelho e o secretário de Estado Francisco José Viegas desactivaram essa estrutura, da qual não voltou a ouvir-se falar, embora tenha chegado a ser encarada a hipótese de alargar o seu âmbito a outras áreas de criação artística e cultural.

A SPA congratula-se com a criação da unidade de Missão “Meridiano” e está disponível para conversar sobre a sua acção e objectivos. Recorde-se que a SPA apoiou durante meses, na RDP-Antena 1, o programa “Master Class”, apresentado por João Gil e que agora se encontra a cargo de António Manuel Ribeiro, também com o apoio da cooperativa dos autores portugueses.

A SPA lamenta não ter sido informada ou consultada sobre esta nova iniciativa, sobretudo porque tem vindo a dinamizar desde 2014 um activo projecto de cooperação lusófona que envolve as mais importantes sociedades de autores de países de língua portuguesa e os muitos milhares de autores e artistas que elas representam.

Sobre este assunto, a SPA enviou uma carta ao Primeiro-Ministro António Costa e ao ministro dos Negócios Estrangeiros, com conhecimento ao ministro da Cultura.

Lisboa, 9 de Maio de 2018

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt