Luís Represas recebeu Prémio Pedro Osório e destacou o importante papel desempenhado pela SPA

Luís Represas, com o CD “Boa Hora“, editado em 2018, foi o vencedor do Prémio Pedro Osório, entregue no Auditório Frederico de Freitas ao fim da tarde do dia 13.

O prémio distingue um disco mas também uma carreira e já foi atribuído, em anteriores edições, a Pedro Abrunhosa, Fernando Tordo, José Cid, Rão Kyao, Janita Salomé e Jorge Palma.

O cantor e compositor, um dos fundadores do grupo “Trovante“, tem uma longa carreira discográfica com êxitos que o público reconhece aplaude. A sua apresentação foi feita por Tozé Brito, vice-presidente da Direcção da SPA e ex-editor de Luís Represas e por Manuel Faria, pianista e um dos fundadores do grupo. Na mesa encontrava-se também Pedro Araújo, em representação do Millenniumbcp, que patrocina os prémios e a revista “Autores” da SPA.

O disco “Boa Hora” foi apoiado pelo Fundo Cultural da SPA, facto que Luís Represas mencionou com satisfação.


José Jorge Letria referiu-se ao percurso criador e interpretativo de Luís Represas, que conheceu desde o início, destacou também o trabalho de promoção da cooperação lusófona desenvolvido pela SPA e apelou à unidade dos autores portugueses, condição indispensável para a defesa dos seus direitos e da vida cultural em Portugal.

Lisboa, 14 de Fevereiro de 2019

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt