Pesar da SPA pela morte de Fernando Alvim

A SPA manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento de Fernando Alvim, grande instrumentista e seu associado desde Janeiro de 1962. Fernando Alvim, que acompanhou Carlos Paredes durante cerca de 25 anos. Tinha 81 anos e deixou uma obra extensa e representativa que foi em grande parte celebrada com a edição do duplo CD “Os Fados e as Canções do Alvim”, com fados e outras músicas por si compostas ao longo de uma carreira de décadas que lhe permitiu fazer incursões no “jazz”, na música brasileira e noutras áreas musicais igualmente representativas. No disco participaram alguns dos maiores intérpretes da música portuguesa actual.

Natural de Seiça, Vila Nova de Ourém, Fernando Alvim foi convidado por Amália Rodrigues para a acompanhar no tema “Formiga Bossa Nova”, de Alain Oulman e Alexandre O’Neill. Durante cerca de 25 anos, Alvim foi o companheiro inseparável de Carlos Paredes com quem gravou os discos mais importantes da sua carreira e fez digressões por dezenas de países, sempre aplaudidos pelo seu talento e originalidade.

Muito menos falado do que merecia, Fernando Alvim aceitou sempre um lugar discreto e de extrema eficiência que Paredes nunca deixou de sublinhar e aplaudir. Nunca pediu para ter o protagonismo que a vida e a carreira não lhe deram e só no momento da edição do seu duplo CD recebeu o aplauso generalizado e incondicional de toda a comunidade artística portuguesa.

Foi, para além disso, conforme foi salientado numa sessão da SPA em que recebeu a Medalha de Honra da cooperativa, um homem bom, um cidadão atento e muito lúcido e um músico de inexcedível bom gosto que, na hora da partida, a todos deixou uma profunda saudade.

Fernando Alvim ficou sepultado em Seiça, concelho de Ourém, de onde era natural. A sua música será sempre recordada e aplaudida pela qualidade que nunca deixou de a caracterizar.

Lisboa, 5 de Março

Newsletter

Newsletter

    Contactos

    Av. Duque de Loulé, 31
    1069 – 153 Lisboa
    E-mail: geral@spautores.pt